Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 

AS MULHERES DA MINHA VIDA


Aprendi a dar os primeiros passos com duas mulheres, minha mãe e minha avó. Com a partida das duas, fiquei ligado a outras duas, minha mulher e minha filha. Assim, são quatro as mulheres da minha vida, mas se incluir a minha sogra e a avó materna da minha mulher, com quem tive um bom relacionamento, então, já somam seis mulheres. Em cada nova etapa da minha vida, uma nova descoberta. Sempre tive, e tenho, uma mão amiga de uma mulher para me aconselhar.


Nós, os homens, não seriamos absolutamente nada sem as mulheres. Elas são fontes inesgotáveis de inspiração e sabedoria. São obras da natureza que encantam os nossos caminhos. Com nossa sensibilidade masculina, tosca e orgulhosa, costumamos ver no sexo oposto apenas um ser mais fraco. Porém, aquela ideia arcaica, religiosa, de Adão e Eva, onde a mulher foi feita de um pedaço de carne de segunda categoria, apenas para satisfazer o homem, porque o chamado “sexo forte” se encontrava muito triste e sozinho no “paraíso” em que vivia, há muito tempo que passou à história. Caindo assim por terra a hipócrita auto concepção masculina de se julgar superior. Hoje já não há mais espaço para tal pretensão. As mulheres estão presentes nas mais diversas áreas na vida das sociedades.


Aqueles que teimam em fazer uma depreciação gratuita das mulheres a coberto do seu status quo machista, e que não reflectem sobre a sua própria existência de vida e sobre a forma como vieram ao mundo, através do esforço e tenacidade dessas mesmas mulheres – só elas geram vida – são uns seres mesquinhos e ignorantes, encolhidos no seu espaço mental obtuso e portadores de um QI (quociente de inteligência) de uma galinha.


Às mulheres deixo aqui os meus aplausos, pela força, pela raça, pela beleza, pela busca constante de seus direitos, pela coragem, pelo desprendimento e pelo dom de serem geradoras de vidas.
Marcolino (Escreve pela ortografia antiga)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D